Soldas Exotérmicas

Para assistir a um vídeo  sobre a correta execução de uma solda exotérmica  clique aqui

 

Solucionando problemas durante a execução :

-Identificação do modelo do alicate e do nº do cartucho (pó exotérmico) para utilização nos moldes

Antes da execução da solda deve-se verificar a indicação do modelo do alicate e do cartucho correto na placa metálica fixada na parte de cima do molde ( tampa). Jamais executar a solda sem os EPI’s indicados no folheto que acompanha os moldes.

-Após a realização da solda notou-se que faltou “material” entre as partes soldadas.

Foi utilizado um cartucho menor do que o indicado na placa de identificação do molde.

-Foi notado um excesso de “material” (além do normal) em torno das partes soldadas.

O cartucho utilizado é maior do que o indicado na placa de identificação do molde.

-O molde de solda cabo x haste apresentou vazamento no furo por onde entra a haste ao executar uma solda.

A haste que está sendo utilizada é fora de norma, ou seja, com baixa camada de cobre. Deverá ser substituída pela haste com alta camada (cobertura de 254 µm de cobre conforme norma NBR 13571).

-O molde está vazando nos furos por onde entram os cabos ao executar uma solda.

O cabo utilizado é desbitolado , ou seja, o diâmetro dos fios que formam o cabo é menor do que deveria ser (cabo fora de norma). Deverá ser substituído por um cabo que atenda a norma NBR 6524.

-Ao fazer a solda exotérmica o cabo está se rompendo (partindo).

Isto ocorre devido aos condutores estarem tensionados (esticados) . Deve-se eliminar essa tensão nos mesmos utilizando o grampo fixador de cabos  Z-02.

-A solda ficou com uma aparência porosa (com buracos) , ou o molde ficou preso (grudado) aos condutores.

Isto acontece quando a umidade presente nas paredes internas do molde escapa em forma de vapor, no momento em que o material fundente cai na câmara de soldagem. Para evitar este problema , é imprescindível o preaquecimento dos moldes, principalmente em seu interior. Este preaquecimento deve ser efetuado preferencialmente com maçarico por no mínimo 5 minutos afim de eliminar a umidade residente em seu interior .Na falta de um maçarico o molde pode ser aquecido na trempe de um fogão por cerca de 20 minutos. Caso o tempo entre uma solda e outra seja grande o suficiente para o molde esfriar , o preaquecimento deverá ser refeito. Após cada solda efetuada o molde deverá ser limpo utilizando o limpador de moldes Z90 (para moldes que utilizem o cartucho nº 65 ou menor) ou Z-91 ( para moldes que utilizem cartucho igual ou maior do que o nº 90). Não é recomendada a execução de soldas em dias chuvosos.

-Qual é a durabilidade média dos moldes para soldas exotérmicas ?

Os moldes, se utilizados da maneira correta, duram em média quarenta conexões.