Inconformidades no subsistema de captação dos SPDAs

Inconformidade é algo que não está de acordo com um regulamento, uma norma, um padrão, uma lei ou qualquer outro tipo de documento que tem como objetivo, definir regras, condutas ou práticas, para organizar e regular as relações com o mercado, evitando assim, disputas jurídicas desnecessárias e concorrência desleal. Ademais, as inconformidades são indesejáveis pois certamente trarão alguma consequência, seja a troca do produto, seja colocar vidas em risco ou ações na justiça.

Sendo assim, o subsistema de captação do SPDA poderá ser dimensionado pelo método dos ângulos (antigo modo Franklin), pelo método da esfera rolante (Eletrogeométrico) ou pelo método das malhas (popularmente conhecido como Gaiola de faraday) – tabela 3 da ABNT NBR5419/2015, visto que estes são os únicos métodos ou a combinação deles, aceitos pela norma que teve como base a IEC 62305-2010. Qualquer outro método ou dispositivo, independente se for radioativo, que tenha como proposta proteger grandes áreas, atrair o raio ou impedir que eles caiam, descarregando a nuvem, são ilegais e podem gerar demandas na justiça por não serem aceitos pelas normas da ABNT. O código de defesa do consumidor e a NR10 do Ministério do Trabalho – leis Federais – exigem que as normas da ABNT sejam seguidas. As alegações que estes captores seguem normas estrangeiras não é verdade e são inúmeros os acidentes com estes dispositivos pelo mundo afora, ficando provado que realmente não funcionam. Gostaria de alertar que síndicos e responsáveis por edificações onde esses sistemas sejam instalados, podem ser co-responsabilizados por usarem dispositivos não normalizados.

Inconformidades no subsistema de captação durante as inspeções visuais (semestrais) ou inspeções completas (de acordo com o nível de proteção), via de regra consistem em:

TIPO DE NÃO CONFORMIDADE ITEM DA NORMA SOLUÇÃO
Pontos de corrosão de parafusos, porcas e arruelas.

7.2 Aplicação das inspeções

O objetivo das inspeções é assegurar que:

b) todos os componentes do SPDA estão em boas condições e são capazes de cumprir suas funções; que não apresentem corrosão, e atendam às suas respectivas normas;

Manutenção corretiva e troca.
Conectores oxidados ou com rosca quebrada.

7.2 Aplicação das inspeções

O objetivo das inspeções é assegurar que:

b) todos os componentes do SPDA estão em boas condições e são capazes de cumprir suas funções; que não apresentem corrosão, e atendam às suas respectivas normas;

Manutenção corretiva e troca.
Conectores oxidados devido á junção de materiais diferentes.

7.3.2 Durante as inspeções periódicas

É particularmente importante checar os seguintes itens:

a) deterioração e corrosão dos captores, condutores de descida e conexões;

Manutenção corretiva e troca.
Cabos soltos ou frouxos das respectivas conexões.

5.5.1 Geral – Componentes de um SPDA

Devem suportar os efeitos eletromagnéticos da corrente de descarga atmosférica e esforços acidentais previsíveis sem serem danificados. Devem ser fabricados com os materiais listados na Tabela 5 ou com outros tipos de materiais com características de comportamento mecânico, elétrico e químico (relacionado à corrosão) equivalente.

Manutenção corretiva e troca.
Espaçamento incorreto das fixações.

5.5.2 Fixação – Elementos captores e condutores de descidas

Devem ser firmemente fixados de forma que as forças eletrodinâmicas ou mecânicas acidentais (por exemplo, vibrações, expansão térmica etc.) não causem afrouxamento ou quebra de condutores. A fixação dos condutores do SPDA deve ser realizada em distância máxima assim compreendida:

a) até 1,0m para condutores flexíveis (cabos e cordoalhas) na horizontal;

b) até 1,5m para condutores flexíveis (cabos e cordoalhas) na vertical ou inclinado;

Manutenção corretiva e adaptação do projeto.
Instalação e disposição dos condutores em desacordo com o projeto.

7.2 Aplicação das inspeções

O objetivo das inspeções é assegurar que:

a) o SPDA esteja de acordo com projeto baseado nesta Norma;

b) todos os componentes do SPDA estão em boas condições e são capazes de cumprir suas funções; que não apresentem corrosão, e atendam às suas respectivas normas;

c) qualquer nova construção ou reforma que altere as condições iniciais previstas em projeto além de novas tubulações metálicas, linhas de energia e sinal que adentrem a estrutura e que estejam incorporados ao SPDA externo e interno se enquadrem nesta Norma.

Manutenção corretiva e adaptação da instalação ao projeto. Passível de ação judicial.
Condutores da captação formando par eletrolítico com materiais diferentes, sejam eles outros condutores, rufos ou telhados.

7.2 Aplicação das inspeções

O objetivo das inspeções é assegurar que:

a) o SPDA esteja de acordo com projeto baseado nesta Norma;

b) todos os componentes do SPDA estão em boas condições e são capazes de cumprir suas funções; que não apresentem corrosão, e atendam às suas respectivas normas;

c) qualquer nova construção ou reforma que altere as condições iniciais previstas em projeto além de novas tubulações metálicas, linhas de energia e sinal que adentrem a estrutura e que estejam incorporados ao SPDA externo e interno se enquadrem nesta Norma.

Manutenção corretiva e erro técnico.
Mastros e demais acessórios agregados a este, enferrujados devido á galvanização eletrolítica.

7.2 Aplicação das inspeções

O objetivo das inspeções é assegurar que:

a) o SPDA esteja de acordo com projeto baseado nesta Norma;

b) todos os componentes do SPDA estão em boas condições e são capazes de cumprir suas funções; que não apresentem corrosão, e atendam às suas respectivas normas;

c) qualquer nova construção ou reforma que altere as condições iniciais previstas em projeto além de novas tubulações metálicas, linhas de energia e sinal que adentrem a estrutura e que estejam incorporados ao SPDA externo e interno se enquadrem nesta Norma.

Manutenção corretiva e erro técnico.
Falta de aterramento de massas metálicas expostas a descargas diretas ou indiretas.

6.2.1.1 A equipotencialização

É obtida por meio da interligação do SPDA com:

a) instalações metálicas,

b) sistemas internos,

c) partes condutivas externas e linhas elétricas conectadas à estrutura. Devem ser considerados os efeitos causados quando uma equipotencialização é estabelecida com sistemas internos para fins de proteção, pois uma parte da corrente da descarga atmosférica pode fluir por tais sistemas.

Manutenção corretiva e adaptação do projeto.
Distância de segurança não obedecida em casos específicos.

6.3.1 Geral – A isolação elétrica

Entre o subsistema de captação ou de condutores de descida e as partes metálicas estruturais, instalações metálicas e sistemas internos pode ser obtida pela adoção de uma distância “d”, entre as partes, superior à distância de segurança “s”.

Manutenção corretiva e adaptação do projeto.
Estruturas de serviços dentro da Zona 0A quando deveriam estar dentro da Zona 0B.

Figura 3 da parte 4

ZPR definidas por um SPDA (ABNT NBR 5419-3)

Manutenção corretiva e adaptação do projeto.
Presença de captores radioativos.

5.2.1

Recomenda-se que os captores que contenham material radioativo sejam retirados de acordo com a resolução 04/89 da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Manutenção corretiva e adaptação do projeto e passível de ação judicial.
Presença de captores PDI, ESE ou similares, também excluídos da norma.

5.2.1

Esta Norma somente especifica os métodos de captação citados nesta seção. Recursos artificiais destinados a aumentar o raio de proteção dos captores ou inibir a ocorrência das descargas atmosféricas, não são contemplados nesta Norma.

Manutenção corretiva e adaptação do projeto e passível de ação judicial.
Condutores “comerciais” fora da norma (desbitolados). Tabela 6 da norma NBR5419/2015 Manutenção corretiva e adaptação do projeto e passível de ação judicial.
Uso de estruturas metálicas como elemento natural do SPDA com espessura insuficiente.

Tabela 3 e Item 5.2.5 Componentes naturais

As seguintes partes de uma estrutura podem ser consideradas como captores naturais e partes de um SPDA de acordo com 5.1.3.

Manutenção corretiva e adaptação do projeto e passível de ação judicial.

Os itens destacados em vermelho são erros técnicos de projeto ou vícios de instalação passíveis de ação judicial de quem projetou errado ou de quem instalou errado mesmo tendo sido corretamente projetado. O uso dos captores radioativos, PDI, ESE ou outros, é agravado uma vez que a norma NBR5419/2015 não permite o uso desses dispositivos, sendo claramente uma desobediência ao CDC e a NR10. Para finalizar seguem algumas fotos de não conformidades encontradas em subsistemas de captação de SPDA:

Eng. Normando Alves
Diretor de Engenharia da Termotécnica Para-raios
Membro da comissão que revisa a NBR5419.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *