Malha de aterramento do SPDA em edificações próximas

TRANSCRIÇÃO PARA DEFICIENTES AUDITIVOS

No PodCast de hoje, falaremos sobre soluções para aterramento de edificações muito próximas, eu sou Nikolas Lemos e seja muito bem vindo.

Como projetar o aterramento de uma edificação que possui edificações vizinhas coladas em nossa estrutura?

A norma prevê casos como esse, onde não será possível respeitar a distância entre os condutores da malha e as paredes externas da edificação, que deverá ser mais ou menos 1m de distância.

Muitas vezes, prédios construídos em regiões centrais das grandes cidades, acabam sendo feitos muito próximos uns dos outros, às vezes até colados. 

Ainda assim é necessário fazermos a passagem dos condutores da malha de aterramento pela lateral do edifício. Afinal é nossa malha de aterramento quem garante a redução a níveis toleráveis das tensões de passo.

Nessas situações é permitido pela norma passar os condutores pela parte interna da edificação, sendo o mais próximo possível das paredes externas.

Isso pode ser visto no item 5.4.3 da NBR 5419-3:2015 que fala justamente da instalação dos eletrodos de aterramento. Lá você encontra o seguinte parágrafo:

“ No caso da impossibilidade técnica da construção do anel externo à edificação, este pode ser instalado internamente. Para isto, devem ser tomadas medidas visando minimizar os riscos causados por tensões superficiais (ver seção 8)”

Ou seja, você pode colocar seu eletrodo de aterramento – normalmente os cabos de cobre – enterrados na parte de dentro da edificação, mas devem ser tomadas medidas para evitar que tensões superficiais coloquem em risco a vida dos ocupantes. 

Mesmo passando por dentro da edificação seu eletrodo de aterramento, continua sendo obrigatório que esses eletrodos estejam enterrados a no mínimo 50 cm de profundidade no solo.

Uma medida bastante utilizada para evitar tensões perigosas decorrentes da instalação interna dos eletrodos de aterramento é instalar logo acima desses eletrodos uma camada de material isolante, como por exemplo 5 cm de asfalto ou 20 cm de brita. Essa cobertura não significa que você está imune aos riscos, mas ela os reduzem a níveis toleráveis.

Seja como for, é sempre importante realizar um bom trabalho em seu aterramento, optando sempre por materiais de qualidade e normatizados. Você pode encontrá-los em nosso catálogo. Fique ligado em nosso PodCast para outras dicas!

Deixe uma pergunta

O seu endereço de e-mail não será publicado.