O que é monitoramento remoto de um DPS?

TRANSCRIÇÃO PARA DEFICIENTES AUDITIVOS

Já imaginou inspecionar um DPS mesmo a distância? Pois saiba que isso é possível graças ao monitoramento remoto! Hoje vamos falar sobre o que é esse sistema e como ele facilita a manutenção nos sistemas elétricos, eu sou Nikolas Lemos e seja muito bem-vindo.

Todo equipamento tem uma vida útil pré-determinada pelo fabricante. A durabilidade pode ser de meses, anos, décadas ou apenas alguns dias, dependendo da sua tecnologia, qualidade, aplicação e etc. Isso também vale para os DPS! Normalmente, os centelhadores possuem uma vida útil extremamente longa, ao passo que varistores e diodos precisam ser substituídos com certa frequência. Quando chegam ao fim de sua vida útil, os DPS, independentemente de sua tecnologia, deixam equipamentos e circuitos desprotegidos, à mercê da própria sorte, sob o risco de parada na operação. Por isso, é fundamental que o responsável pela manutenção confira as janelas de inspeção e efetue trocas, sempre que necessário, para garantir a segurança do sistema.

No papel, isso funciona perfeitamente, entretanto sabemos que muitas vezes as equipes de manutenção são sobrecarregadas com outras demandas urgentes e acabam não dando a devida atenção para os DPS. Por isso, mobilizar a equipe de reparos após cada chuva apenas para verificar os inúmeros dispositivos de uma planta, acaba se tornando inviável, especialmente, em lugares com alta frequência de tempestades e muitos DPS. E mesmo caso essa mobilização ocorra, ainda teremos que lidar com as falhas humanas, visto que é bem comum que os operadores acabem não se atentando às janelas de inspeção dos dispositivos, mesmo quando estas estejam sinalizando falhas.

Existem ainda modelos de DPS que não possuem janelas de inspeção, como é o caso de alguns protetores de linhas de sinal. Estes, exigem equipamentos específicos para realizar sua verificação. Imagine essa verificação sendo executada em 50, 100, 200 ou mais dispositivos, após cada tempestade ou nas inspeções de rotina. Sem dúvidas, em grandes plantas apenas esta tarefa consumiria uma elevada quantidade de horas dos operadores.

Felizmente, existe o monitoramento remoto. Com ele podemos conectar todos os DPS a um sistema que faz a leitura e análise dos dados de vida útil de cada dispositivo em tempo real. Assim, é possível identificar aqueles que já estão danificados e precisam de reposição, dando maior precisão e confiabilidade ao circuito. Em locais afastados, como usinas eólicas e solares, ou com grande número de equipamentos em campo, como usinas químicas e siderúrgicas, contar com a sinalização remota evita que a equipe de manutenção faça duas viagens, sendo a primeira apenas para verificar a situação dos dispositivos e a segunda para corrigir aqueles com problemas. No longo prazo, o uso dessa tecnologia não só desafoga o sistema de manutenção como também gera uma economia de tempo e recursos.

A DEHN, fabricante alemã líder mundial na proteção contra surtos, preza pela alta tecnologia e segurança de seus dispositivos e, por isso, podemos encontrar o monitoramento remoto na maioria de seus DPS, como o DEHNshield ou DEHNguard. Não deixe de conferi-los em nosso site www.tel.com.br. Continue ligado em nosso canal TELCast para ouvir outras dicas como essa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.